Festa Afetiva

Você sabe exatamente o que é festa afetiva? Pois eu vou contar aqui a história da Da. Armênia e no final da história quero que você me responda o que é. A narradora dessa história não sou eu, mas a Patrícia Sobrinho, eu só transcrevi o que ela me contou.

Da. Armênia, uma senhora de 78 anos, e dominadora de muitas línguas entre elas o russo. Mora só no bairro da Vila Mariana em São Paulo.
Viúva e aposentada não teve filhos, mas cuidou com muito carinho de seus sobrinhos onde entre ele tem o seu afilhado, toda orgulhosa, pois já é um moço e médico.
Desde o começo da pandemia ela fica em casa se protegendo do Covid 19, mas há alguns anos ela tem sua mobilidade reduzido por causa de um acidente.
Conta com sua irmã e sobrinhos que cuidou desde pequenos como filhos.
Sei de tudo isso porque sou sua vizinha e sempre que possível vou vê-la para saber se está tudo bem.
Um dia ao perguntar se ela estava bem me respondeu que estava com fome. Nessa hora fiquei atordoada e perguntei fome? Como?
E foi quando eu descobri que sua irmã não vinha fazer as compras do mercado já fazia um tempo, desde o início da pandemia.
Na mesma hora fui ao mercado e abasteci sua cozinha.
Na terceira vez que fiz a compra resolvi mandar a notinha para a irmã pagar. Mas ela foi enfática que só daria os 50 reais por semana para suas compras.
No dia do seu aniversário eu, e o outro vizinho dela resolvemos dar de presente, um dia especial. Perguntamos o que ela gostaria de comer e começamos por um café da manhã com torradas, suco, e frutas. Foi simples, mas para ela foi o melhor café dos últimos tempos.
Depois ela disse que também adorava panqueca de carne. Eu e o vizinho, do outro lado, atendemos ao seu pedido acompanhando panquecas de tomates e queijo para nós, pois somos vegetarianos.
E finalizamos com uma decoração singela mas repleta de sentimentos: amor, compaixão, carinho, alegria e todos os sentimentos que a gente sente quando fazemos o bem.
E o alegria dela foi a nossa recompensa estampada nas fotos que tiramos durante todo o dia.
A única coisa triste foi que ela não teve sua família por perto.


Veja nas fotos que a Patrícia tirou e nos responda o que é uma festa afetiva, pois em momentos assim que a Azul Céu se baseia para criação de sua decoração na caixa, não precisa ser nada cinematográfico, só precisa ter amor.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Azul Céu Design e Festas

Sou Andrea, designer a mais de 15 anos, mãe dos trigêmeos mais amados do mundo e fundadora da Azul Céu, design e festas. Incomodava tudo ser jogado no lixo após as festas. Então pensando também em nossa economia atual acabei transformando os produtos de decoração das festas em algo reutilizável. E surgiu a técnica com toda essa identidade de textura e cores. E que é impossível vê-las no lixo. Do papel à transformação – do Descartável para o Reutilizado. Das festinhas para o quartinho.

Banner
Categorias
Leia também

O retrato do seu filho

Histórias de Natal

Filmes para assistir com os pequenos(as)

Decoração de Natal

Festa Afetiva

Novidades